Planos diferentes pra você.

Dia 18 de Novembro de 2007,tudo ocorria muito bem em um churrasco na casa da sogra do meu tio quando eu e ela resolvemos ir comprar mais pão.Saímos da casa a rua estava normal.Carros e ônibus passando na avenida larga; era noite.
Fomos até o supermercado,fizemos o que tinhamos que fazer e voltamos.
Os homens escutando música,eu como sempre no computador e a irmã da minha tia,a Kelly, estava lá fora fumando e vendo o movimento, quando de repente ela entra no quintal desesperada falando que lá fora tinha acontecido um acidente.
Uma mulher caída na calçada,um carro com sua frente esmagada no poste e o motorista todo ensanguentado. Logo corri pra ver a cena(faziam uns 20 minutos ou menos, que eu e a sogra do meu tio haviamos voltado do supermercado).
Foi horrível ver aquilo! A mulher no chão toda torta,mas conciente ainda,o carro no poste,o motorista com a testa toda machucada e o namorado da mulher caído à uns 3 metros de onde o carro tinha batido.Eu só não acho que o carro pegou ele de frente,pois ele tava menos pior que a namorada,mas também machucado na cabeça.
Em meio à aquele tumúlto,eu comecei a pensar é a me questionar sobre uma coisa: E se fosse comigo?
Tá,se fosse comigo eu provavelmente não estaria escrevendo esse post agora ou até mesmo o enredo seria bem diferente.Mas além da pergunta,eu fiz uma mini retrospectiva na minha cabeça quando eu ouvi da Sogra do meu tio: "E nós acabamos de voltar do supermercado!".Pois é.Tínhamos mesmo acabo de voltar do Sonda e aquele carro já estava em alguma rua do Jaçana,correndo em alta velocidade e eu voltando com Dona Alvina carregando sacolas pesadas; entramos em casa,sentei no computador, a irmã da minha tia lá fora cumprimentou ainda as vítimas e ZÁS!...foram atropelados.
Não é estranho certas coisas que acontecem em nossas vidas?
E porque ELES foram atropelados? E se eu e Dona Alvina tivessemos demorado mais alguns segundos dentro do supermercado? E se a Kelly tivesse feito alguma coisa,gritasse tentando impedir? Será que iria acontecer igual ao filme premonição, que se ela se interferisse aconteceria algo muito pior depois?(dando uma leve viajada,rs)...
É,muitas perguntas surgem e não teêm respostas,e é bom não pensar muito pois pensar assim pode enlouquecer.
Só sei que é muito estranho como as coisas acontecem pra gente. Nunca se sabe MESMO o dia de amanhã.Por mais que você previni certas coisas,virando a esquina elas podem acontecer; ou até mesmo em casa,não é?
Todavia,não é por causa disso que devemos sair fazendo tudo que temos vontade,do tipo: vamos roubar e/ou matar porque amanhã posso estar morta(o)!
Como diz o ditado: melhor previnir do que remediar.
Assim seguimos vivendo o dia-a-dia.Já aconteceu isso com você?

4 crítico(s):

BeleCroft disse...

O.O

Isso foi tão assustador.
E é uma coisa inexplicável mesmo. Serrá que existe mesmo alguém "olhando" por nós, para impedir que isso aconteça com a gente? Ou será que apenas não era a sua hora? Ou será que foi um simples acaso do Destino?
De fato, pensar nisso enlouquece, mas também nos faz parar para pensar e ver que existe uma fina linha que traça tudo.
E se realmente você e a Dona Alvina tivessem se demorado mais no supermercado?

"Há mais cosias entre o céu e a Terra do que acredita nossa vã Filosofia."

BeleCroft disse...

Será*

IsSa disse...

Acredito em destino, Acredito em que estamos aqui por uma razão óbvia, pelo mesmo motivo que gatos tem unhas e passaros asas, temos um sentido aqui nesse planeta, seja para ensinar ou para aprender, seja concluido esse papel tudo isso se acaba e você irá para um outro lugar, que ninguem conhece! Ah Acabei de postar, comenta lá!. Mas isso é tão Complexo que se formos ver faz sentido... A Morte usa desculpas, como o simples gás vazando, ou a turbina de um avião falhar em voô, ai comentam depois: Mas se ele não tivesse feito isso, não morreria... Acho que isso não tem nada a ver, morrreu, morreu e cabou era a hora e cabou! Zé finim!
hehe
Beijos

IsSa disse...

ATUALIZA!!!
ATUALIZA!!
ATUALIZA!